Top

Como fazer o anúncios perfeitos no Facebook em 10 minutos

Como fazer o anúncios perfeitos no Facebook em 10 minutos

É fácil ficar confuso quando o assunto é como fazer anúncios no Facebook. Da segmentação comportamental ao rastreamento de pixels, o Facebook Ads oferece um número desconcertante de opções de segmentação, melhores práticas de publicidade e formatos de anúncios.

Além de saber como criar um blog de sucesso, devemos dominar a divulgação do seu negócio. Por isso, neste artigo você aprenderá os cinco elementos fundamentais para anunciar com sucesso na rede social que vão te tornar um expert em como fazer anúncios no Facebook.

Vamos te guiar através de cada passo. Essas lições baseiam-se em experiências práticas com campanhas de marketing em mídias sociais.

Como fazer anúncios no Facebook: 5 dicas para aplicar

1. Crie um CTA simples com uma ação clara

Ao fazer anúncios no Facebook é importante ter em mente que você deve ser claro sobre a ação que deseja que o cliente em potencial faça.

Cada campanha ou formato de anúncio no mundo pode ser resumido em dois tipos:

  1. Anúncios criados para atrair a atenção do cliente em potencial;
  2. Anúncios criados para direcionar uma ação direta, como venda, instalação de aplicativo ou gerar leads.

Em um mundo perfeito, sua campanha faz as duas coisas. Mas na maioria dos casos, você recebe um ou outro. A conscientização sobre a marca é valiosa.

É uma estratégia inteligente que fortalece o seu negócio a longo prazo. Mas muitas campanhas tentam reunir a consciência da marca e a resposta direta. A menos que você seja um gênio de marketing, isso raramente funciona.

Assim, as campanhas criativas de reconhecimento da marca são melhores com CTAs relacionados ao consumo de conteúdo como seguir a página do Facebook, inscrever-se para mais conteúdo ou coletar assinaturas de e-mail.

E os anúncios de resposta direta são melhores respondendo a objeções comuns de compra do que tentando envolver ou entreter.

Um excelente exemplo de anúncio de resposta direta vem da empresa AppSumo. Como você pode ver abaixo, o anúncio tem um objetivo claro: fazer com que você compre imediatamente o produto.

O anúncio não perde tempo: ele diz qual é o produto, o que ele inclui e usa uma oferta cronometrada para fornecer uma razão atraente para comprar imediatamente.

Mailchimp é o campeão indiscutível de publicidade de marca. Sua genialidade é que eles permitem que campanhas de conscientização simplesmente construam a marca.

Seus anúncios no Facebook nunca tentam fazer você assistir a um de seus vídeos estranhamente brilhantes ou se inscrever para uma avaliação gratuita. Não é que a Mailchimp também não faça anúncios específicos de produtos.

Muitos deles têm como objetivo impulsionar as vendas ou fazer com que os clientes experimentem um novo recurso. Mas eles mantêm esses dois mundos – consciência da marca e resposta direta – completamente separados.

Por outro lado, um anúncio que tenta fazer os dois é provável que caia de cara. Se você tiver um anúncio que atenda ao valor principal de seu produto (reconhecimento da marca), não peça para as pessoas comprarem ou se inscreverem imediatamente.

Em vez disso, use seu CTA para incentivar as pessoas a realizar uma ação menor e mais localizada, como “assistir ao vídeo para saber como o produto funciona”.

Decida sobre uma ação simples que você quer que as pessoas tomem. A maneira mais fácil é concentrar seu anúncio em uma seção do funil de compras.

  • Conscientização, afinidade e consumo: use os CTAs mais tradicionais como aumentar o número de seguidores, ler outras partes do conteúdo ou inscrever-se no seu e-mail.
  • Conversa: concentre-se em métricas de engajamento como impulsionar compartilhamentos, aumentar comentários e marcar ou gerar menções positivas.
  • Intenção: concentre-se nas próximas etapas de CTAs como “saiba mais” ou direcione os downloads de conteúdo.
  • Conversão: concentre-se em ações que levam diretamente à receita, como adicionar produtos ao carrinho de compras, solicitar uma demonstração de vendas, fazer o download de um aplicativo ou inscrever-se em um produto de assinatura.

2. Use uma estratégia de segmentação por público-alvo que se refine com o tempo

Outro ponto de como fazer anúncios no Facebook é não combinar aleatoriamente a segmentação por público-alvo e persona. Use testes para refinar a precisão da segmentação ao longo do tempo.

O Facebook oferece uma lista interminável de habilidades de segmentação de público-alvo. É fácil ficar confuso. E ainda mais fácil desistir, adicionando categorias aleatórias de interesse e comportamento, esperando que o Facebook as combine magicamente com os clientes para você .

Você pode economizar muito dinheiro e tempo sendo intencional em sua segmentação por público-alvo.

O truque para a segmentação por público-alvo é melhorar suas ideias sobre o que funciona ao longo do tempo.

Aqui está um caminho simples de como fazer anúncios no Facebook bem segmentados:

Comece com um público semelhante.

Os públicos semelhantes são poderosos porque você pode usar os dados existentes (como pessoas que compraram um produto do seu site) para atingir clientes semelhantes no Facebook. Isso oferece uma base sólida para começar a testar e refinar sua segmentação por público-alvo.

Como você cria um público semelhante no Facebook? Na sua ferramenta de anúncios favorita do Facebook, siga estas etapas.

  1. Navegue até a seção “Público-alvo” do seu Gerenciador de Anúncios.
  2. Clique em Criar um Público Semelhante.
  3. Escolha criar público personalizado e, em seguida, escolha o arquivo do cliente.
  4. Você pode então adicionar um arquivo de clientes do Excel – por exemplo, sua lista de e-mail ou uma lista de clientes do PayPal.
  5. Escolha o país em que você gostaria de encontrar um grupo semelhante de pessoas.
  6. Escolha o tamanho do público desejado com o controle deslizante.
  7. Clique em Criar Público.

Se o seu objetivo for segmentar o maior número possível de potenciais clientes, você deve criar públicos-alvo semelhantes, segmentando de um a dois por cento da população de um país, em vez de buscar 10%.

E para obter melhores resultados, não se esqueça de excluir públicos-alvo personalizados de pessoas que já tenham convertido.

Mais tarde, refine com segmentação diferenciada.

Depois de executar sua primeira campanha, você poderá ajustar sua estratégia de segmentação por público-alvo adicionando os ajustes abaixo. Adicione um de cada vez para ver se eles causam impacto.

Primeiro, escolha o local de destino. Em seguida, adicione os interesses. Então demografia. Restringir o seu público, adicionando as categorias necessárias, como o usuário deve estar interessado em X e também deve gostar de Y ou Z. Experiência com comportamentos também.

Com os comportamentos, você pode segmentar proprietários de dispositivos específicos, pessoas que vão fazer aniversário no próximo mês, por exemplo, ou usuários que fizeram uma compra comercial recentemente.

Outra abordagem é começar testando audiências amplas e, em seguida, adicionar mais detalhes à medida que você for obtendo um público de conversão mais refinado e mais alto a cada vez.

3. Escreva um título claro e de conversação

Ao fazer anúncios no Facebook lembre-se que ele não deve incomodar as pessoas com benefícios chatos ou palavras de venda prolixas. Use um tom de conversa e relaxe nos truques de vendas.

Os títulos funcionam melhor quando são claros e de conversação. Isso minimiza o desagrado das pessoas que se irritam com publicidade evidente em seus feeds pessoais.

Às vezes, um bom título é uma frase inteligente. Outras vezes, é um benefício direto para o produto. Não há hacks definidos para escrever títulos. E mesmo o antigo conselho de que as títulos devem conter benefícios – não características – é como dizem os ingleses: bobagem.

A recomendação é seguir marcas que realmente dominam os códigos estéticos e sociais do Facebook e do Instagram.

Alguns exemplos são: Chewy.com, MVMT. Você perceberá que essas marcas tendem a ter uma abordagem muito mais conversacional em relação aos títulos do que o tradicional com foco em benefícios.

Seu título em um anúncio do Facebook é tipicamente o campo “texto” no criador de anúncios, não o campo “título”. (Está claro que engenheiros, e não redatores, criaram a estrutura de anúncios no Facebook! rs)

Como você deve ter notado no criador de anúncios do Facebook, o “título” aparece na terceira posição abaixo da imagem. Isso torna o título a segunda coisa que você lê no anúncio.

Se você inserir uma frase no campo “texto”, trate isso como seu título. É a primeira coisa que seus clientes em potencial verão e o “título” funcionará mais como um subtítulo para informações adicionais.

4. Use uma imagem que tenha tensão criativa com o título

Nossa quarta dica de como fazer anúncios no Facebook é criar uma tensão inteligente ou criativa entre arte e o texto.

Anunciantes amadores no Facebook cometem um erro previsível. A imagem e o título não têm tensão criativa nenhuma.

Por exemplo: se o título for “Ganhe dinheiro enquanto dorme”, você verá uma imagem de uma pessoa de pijama, segurando um punhado de dinheiro.

Ou se ao título diz “Torne-se um jedi da mídia social”, você verá um gerente de mídia social vestido como um jedi.

Aqui está uma regra útil para uma direção de arte mais forte. Se o texto for literal, torne o visual lúdico. Se o visual é brincalhão, faça a texto literal. Isso cria contraste e interação entre a arte e o texto.

Por exemplo, a famosa campanha do Slack tem uma imagem abstrata. O título é simples, explicando a metáfora. Esta seria uma campanha muito diferente se a imagem fosse também direta e literal, como uma pessoa em um escritório recebendo um high-five. É a tensão entre a imagem e o título que torna o anúncio interessante.

Outro exemplo vem do Zendesk. Imagine o quão horrível seria o anúncio abaixo se a imagem fosse substituída por uma equipe sorridente de agentes de suporte. Um título literal e uma imagem literal que contribuiria para uma publicidade sem vida.

5. Use a área de descrição para remover o atrito do seu CTA

Por fim, para fazer anúncios no Facebook com perfeição saiba que pedir às pessoas que completem uma ação sempre gera uma ansiedade para o comprador.

Sua etapa final é escrever a descrição do seu CTA. Esta é a descrição do link do feed de notícias. Use esse espaço para antecipar objeções comuns de compra.

Por exemplo, se o seu CTA for “Fazer o download do seu relatório”, uma objeção comum é o público questionar sobre o valor do relatório. Então deixe claro que o relatório é gratuito.

Assim, você pode adicionar alguns detalhes específicos como um teaser do conteúdo,caso seja um relatório pago. Se você estiver solicitando uma venda direta, como adicionar um produto a um carrinho de compras, poderá mencionar as políticas de envio ou devolução gratuitas.

Agora você já pode colocar em prática essas dicas de como fazer anúncios no Facebook! Ao praticar e conhecer melhor os tipos de anúncios no Facebook, você ganha mais experiência e aprimora também seus resultados.

Esse conteúdo foi escrito pela Links Experts, uma agência com 5 anos de mercado e mais de 50 clientes em todo Brasil. Formada por profissionais certificados, especializada na criação de campanhas para Google AdWords, Facebook Ads, Instagram, Linkedin e outras mídias.

Sem comentários

Comentar